Dentes fracos após a gravidez? Nove dicas de como cuidar de seus dentes com a chegada dos seus filhos

Mamães! Que maravilha foi ter um dia dedicado a vocês! Quem dera se todos os dias fossem assim, sendo mimadas pelos filhos, almoço ou jantar em família, ganhando presentes, apresentação na escola dos filhos, e várias homenagens!

Aproveite esse sentimento para lembrar-se de dedicar um tempo para se cuidar, apesar das rotinas do dia a dia como mãe, principalmente com os filhos pequenos, além do trabalho. É comum a mulher, que cuida de tantas coisas, não ter tempo para si mesma. Falta tempo para a academia, salão de beleza, ir ao médico…

É bastante frequente ouvirmos frases como “Eu tinha dentes lindos, mas depois da gravidez eles ficaram fracos e, com a chegada dos filhos, não tive mais tempo para cuidar deles”.

Esse problema de dentes que ficaram “fracos” está relacionado com os cuidados com o ambiente bucal. Vamos colocar algumas DICAS para que você consiga ter dentes fortes novamente! Mas para isso, é importante que você possa dedicar mais tempo para si mesma. Afinal, uma mãe tão dedicada merece!

1 – DIETA

O ambiente pode fazer o dente mais fraco ou mais forte. A frequência com que colocamos na boca alimentos que contenham açúcar na composição é um dos pontos mais importantes neste sentido.

Cada vez que o açúcar cai no meio bucal, bactérias o transformam em ácido, que corrói o dente removendo o cálcio e deixando o dente mais fraco. Quanto mais tempo o ambiente permanecer ácido, maior o estrago.

2- ESCOVAÇÃO DOS DENTES

A escovação dos dentes e o uso do fio dental promovem a remoção mecânica dos resíduos de alimentos que ficam grudados no dente, diminuindo a quantidade do açúcar residual, além de desorganizarem as bactérias que fermentam este açúcar. Os alimentos que apresentam maior risco de cárie são os açucarados, pegajosos e pastosos.

Mas, escovar os dentes apenas não é suficiente, pois, por melhor que seja a sua execução, nos locais onde sobrarem resíduos, vai haver a corrosão do dente.

3 – A AÇÃO DA SALIVA

Existe um mecanismo natural para proteção, que é a saliva. Ela faz a neutralização do ácido e devolve o cálcio ao dente. Como esta ação da saliva precisa de tempo para ocorrer, é fundamental pensar na frequência com que colocamos o açúcar na boca. Um intervalo de pelo menos 3 horas é um tempo bom.

4 – A AÇÃO DO FLÚOR

Use pasta com flúor, pois ele aumenta a resistência do dente à ação do ácido.

5 – CAPRICHE NA ÚLTIMA HIGIENE BUCAL DO DIA

Uma vez por dia, preferencialmente antes de dormir, é fundamental uma higienização caprichada, que inclui limpar a língua, passar o fio dental e escovar muito bem os dentes, com atenção redobrada à região próxima a gengiva.

Gengivas saudáveis dependem de dentes limpos. Quando sobram resíduos próximos à gengiva, bactérias fazem uso destas substância para se proliferarem nas superfícies dos dentes e começam a produzir toxinas que agridem a gengiva.

6 – USO DO FIO DENTAL

O fio dental é uma arma indispensável para combater as bactérias. Várias áreas próximas da gengiva e entre os dentes só podem ser limpas pelo fio dental. A técnica correta é abraçar bem o dente e passar o fio da base do dente até a a ponta e repetir no dente ao lado.

7 – ESCOLHA AS ESCOVAS DE CERDAS MACIAS

Não devemos esquecer de escovar as áreas do dente próximo à gengiva. Mas, para não traumatizar a gengiva e nem prejudicar o esmalte dentário, as cerdas das escovas devem ser macias e o movimento suave.

8 – EVITE A FORMAÇÃO DO TÁRTARO (CÁLCULO SALIVAR)

Preste atenção enquanto estiver passando o fio e escovando para ter certeza que todas as áreas próximas a gengiva ficaram bem limpas. O tártaro nada mais é do que o depósito de minerais provenientes da saliva sobre a “sujeira” que deixamos de remover dos dentes.

Quando ocorre a formação de tártaro, apenas o dentista pode remover esta placa endurecida com eficiência e segurança.

9 – FUJA DA DOENÇA PERIODONTAL (DOENÇA DA GENGIVA)

Gengivas inflamadas por períodos longos levam a reabsorção óssea ao redor do dente, podendo levar a retração gengival, dentes amolecidos e a perda do dente.

Estes cuidados podem parecer complicados mas mudam o ambiente permitindo que seus dentes voltem a ficar fortes.

Outras causas para dentes fracos podem ser identificados em uma consulta ao dentista. Mas o essencial é o cuidado que você tem no seu dia a dia. Não adie os cuidados, pois na maioria das vezes, isso gera consequências que são trabalhosas ou irreversíveis para a saúde bucal.

Caso precise de ajuda, deixe que a Lira Odonto cuide de você para que você se preocupe apenas em aproveitar o que a vida tem de melhor.

1 comment on “Dentes fracos após a gravidez? Nove dicas de como cuidar de seus dentes com a chegada dos seus filhosAdd yours →

  1. Acho que deveria haver uma pesquisa mais profunda sobre o assunto. Ainda acho que é ou era na época que fiquei gestante por causa das medicações que e tomava, pois hoje em dia não vejo as gestantes tomarem remedios como antigamente. Eu sempe tive bastante cuidados com meus dentes e no periodo da gravies e tambem logo após a gravidez eles ficavam e ficaram fracos a ponto de se quebrarem até ficar exposto a dor. Não acredito que seja por outra causa. Eu pelo menos tomei medicamentos que a medica dizia que era vitaminas e também tomei remedios para anemia. Acho que é por ai, pois se eu tenho a certeza que cuidava bem dos meus dentes e em nenhum momento fui negligente com esses cuidados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *